quarta-feira, 27 de maio de 2009

flor de pétalas rosadas




És flor de pétalas rosadas
De orvalho tuas lágrimas recheadas
Mas por favor não chores,

Não devolvas meus afectos em lágrimas de adeus,
És flor sentida, de amor desabrochada
Mas por favor não chores,

Deixa-me beijar teus bagos e a sede secar,
Regar teu jardim com esse gesto gracioso
De nova pétala libertar

E no vento que a traz
Uma mensagem de amor largando
Um gesto enamorado nas tuas lágrimas
Em gotas de amor transformadas,

Um sussurro em jeito de balada
Te beijando
… Por favor não chores

sfsousa/olharonmar

4 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Que lindo poema escrevestes agora! Muito, muito bonito...
Um abraço e obrigado pelo comentário sensível no meu blogger.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

A glória da amizade não é a mão estendida,
nem o sorriso carinhoso,
nem mesmo a delícia da companhia.
É a inspiração espiritual que vem quando você
descobre que alguém acredita e confia em você.

(Ralph Waldo Emerson)

Visite meu novo blogger
UMA ILHA PARA AMAR
http://eduardopoisl.blogspot.com/

Um grante abraço do amigo Eduardo Poisl

Sonia Schmorantz disse...

Decore sua alma ,
da forma mais linda que souber,
com uma poesia que lhe toque o coração,
para que na sua mudez, seja feliz,
pois alma que é, será sempre sua,
sem que ninguém no mundo a tire de você.
(Eda Carneiro da Rocha)

Desejo a você um maravilhoso final de semana,
Com muita paz e carinho.

Sônia

mar salgado disse...

Achei a sua selecção fotográfica muito boa.
Gostei da poesia que li. Mas como poesia não se lê como se bebe água em momento de sede, voltarei a "olhar o mar"