sexta-feira, 2 de maio de 2008

Por uma fresta


Recebi teu amor no vento
E a janela do meu quarto abri,
chegou com o despertar da aurora
e a brisa suave da manhã
na minha cama o aconcheguei,
meus braços, meu corpo,
meu ar, meu sopro,
minha vida lhe dei,

Emprestei-lhe teus aromas
há tanto tempo guardados
nas viagens de carinhos carentes
e nos desejos em ti escondidos,

Por teus sonhos vagueei
a janela do meu quarto abri
e no vento que teu amor recebi,
meu amor em teu vento enviei

Sfsousa(olharomar)

11 comentários:

Kitty disse...

Se pudesse, entraria com o vento em teu quarto e pelas frestas da tua janela,
a você eu diria
palavras de ternura,
meu coração abriria
no compasso das estrelas cadentes.
Meu sentimento transcenderia
Percorreria o mundo
Superaria a distância.

Sonia Regly disse...

Vim te convidar para retornar ao Compartilhando as Letras. Acho que vou publicar esse poema também é lindo, posso??? Passe por lá aguardo sua visita.

Sonia Regly disse...

Obrigada pela visita, gosto muito dos seus comentário, eles nos dão uma força!!! Sempre incentivando e ajudando-nos a continuar. Em breve publicarei outro poema seu, por aqui tem muitos lindos, posso publicar??? Abraços e volte sempre!!!

Sonia Regly disse...

Esse seu cantinho é especial, aqui aprendemos sempre um pouco mais. Continue a escrever coisas lindas que nos tocam a alma. Parabéns!!!

Sonia Regly disse...

Coloquei um Post da Literatura Portuguesa.Amor de Pedição, quando puderes dê uma olhadinha.Abraços.

Sonia Regly disse...

Voltei, sempre venho aqui, acho esse cantinho todo especial.Abraços.

Sonia Regly disse...

Amigo,
Copiei o seu poema e o colocarei no próximo post ok??? Está tudo bem com vc??? Como tens passado??? Vc pode escrever um livro, pois escreves muito bem, parabéns!!! Continue escrevendo e nos presenteando com belos poemas.

Sonia Regly disse...

Amigo,
Copiei o seu poema e o colocarei no próximo post ok??? Está tudo bem com vc??? Como tens passado??? Vc pode escrever um livro, pois escreves muito bem, parabéns!!! Continue escrevendo e nos presenteando com belos poemas.

Helga disse...

Olá!

Acho que por engano, você postou este comentário no meu blog (http://verblogando.wordpress.com):

"Sonia - obrigado pelos seus comentarios - a verdade é que não estou escrevendo, vivo momentos de reflexão e tenho também de preparação para um curso extra curricular o qual estou aguardando com paixão que comece.
No entanto penso reflectir um pouco sobre o que postei, sobre o que tenho escrito e continua suspenso à espera de colocar no meu blog,sobre os meus pensamentos que insistem para que escreva em luta contra o minha vontade de nada escrever - Estou pensando mesmo em vez de escrever algo de novo, postar as belas fotografias das viagens efectuadas com os meus amigos".
Deve ser para a Sonia do Compartilhando as Letras, não?!

Bom final de semana pra você!
Uma onda de bênçãos, provenientes do mar da felicidade, revelem as profundezas do amor de Cristo a você!

Abraço ;)

Sonia Regly disse...

Esse poema saudades do Brasil em Portugal é muito lindo.Coloque em homenagem ao Pena e a você, que são Portugueses.Não é lindo????? Obrigada pela visita.Não pare de postar não, continue escrevendo.

Sonia Regly disse...

Querido Amigo Sousa,
Eu comecei com o Blog agora em fevereiro, estou empolgada, tudo é novidade pra mim. Desculpe se estiver sendo chata, às vezes fico preocupada, me perdoe.Gosto das suas visitas, dos comentário também.