sexta-feira, 30 de novembro de 2007

ONDA COM CRISTAIS DE ESTRELA




Voltaste e aqui estás
liberta de todas amarras
que teimosamente te seduziam
e te aprisionavam,
mas enfim livre voltas
e soltas teus cânticos e nós,
todos nós,
que deles bebemos, nos soltamos também
e nos teus versos voamos,
vagueando saudosos e perdidos
buscando esses olhos verdes que adoras
e os remetendo à tua praia de sonho,
esse fruto de uma tempestade de amor
que teu mar abraça de novo

Um comentário:

SÔNIA SCHMORANTZ disse...

Obrigado...amigos de alma, que nao precisam se ver, para perceber o que o outro sente, sao raros...isso quando nao sao poetas.
Um abraço