sexta-feira, 31 de agosto de 2007

se pudesse


Se te pudesse amar sairia correndo

E acorrentaria o vento

Se te pudesse amar sairia voando

E as marés em sossego ficavam

Se te pudesse amar sairia de mim mesmo

E ordenaria que parasse o tempo

Se te pudesse amar sairia de azul

E os céus em mim mergulhavam

Sfsousa (olharomar)

Um comentário:

Sônia disse...

Que lindo este poema...sensível e diferente. Gostei muito. Do lado de cá do oceano, também gosto de ler o que escreves aí.
Sônia