quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

saudades




As luzes e enfeites desta minha cidade
despertam com as lágrimas escondidas
nas estrelas cintilantes
são os nossos amores ao céu emprestados
que brilhando na boleia das estrelas
recolhem nossas saudades

saltita no vento um aconchego de menino
e uma canção de embalar rezando baixinho
beija nossas recordações
escutando essas memorias que partiram
abraçamos os anjos que na noite por nós velam
até que o céu os reclame de novo

olharomar/rosadesangue

2 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Maravilhoso isso, em poucas palavras descreveu estes sentimentos que temos diante desta data..
Feliz natal amigo, para ti e todos que ama. Que muitas alegrias estejam reservadas para este finalzinho de ano, e para todo o próximo ano.
Um abraço deste lado do oceano

baptista disse...

amigo eu sei que es capaz de mais e melhar , sê mais poetico e menos frigido , faz-nos sentir melhor o natal.
o teu adm A. baptista