terça-feira, 23 de outubro de 2007

UMA ONDA DE VOLTA

Para essa onda imensa e suave que do outro lado do Oceano me chega e me penetra, clarificando meus sentidos, refaço essa onda na minha praia desfeita e a remeto para o outro lado deste Oceano imenso, levando em seu colo este poema, agora postado neste espaço que chegará a quem quiser nele voar:

Mergulho em teus sonhos siderais

E me extasio de felicidade

Mergulho em teus passos

E sigo teus caminhos

Mergulho na tua pele

Com sabor a rosas

E todas os teus aromas

Me trespassam

Mergulho em teus sonhos

E deles faço parte

Mergulho nas tuas vidas

E nelas me escondo

Mergulho no teu coração

E recebo tua bênção

Vagueio bêbedo de felicidade

Nesses teus olhos sem maldade

E sem forças navego

Por cada pedaço

Desse teu corpo inventado



sfsousa

2 comentários:

Sônia disse...

Observei a foto das ondas do lado de lá do oceano, e por algum pensamento bobo, achei que esta onda tinha vindo desaguar na minha praia. Lindo este poema, parabéns.

Tristesonhadora disse...

Obrigado pela força e, acredite, recuso-me a deixar de sonhar. Apesar das vicissitudes desta vida, sei que vale sempre a pena sonhar.

Sonhar, também, me fez este lindo poema e lá me deixei ir na crista da onda.

Parabens pelo seu cantinho do qual fiquei fã e voltarei para ler mais.

Tristesonhadora